Há um assassino entre nós
Alguém mentindo entre nós
Que deixou um rastro bem claro
Pelo assoalho
E marcas de sangue no chão

A morte espreita escondida ao meu lado
Como se eu fosse o carrasco
Pelo que sucumbiu
Não sei se isso é
Ou não é verdade
Se sou o algoz
Ou se sou eu o desgraçado
Que padecerá no fim

Agora há cheiro de veneno no ar
Há muita lama sob nossos pés

De verme a verme se é pra se tornar
Que retornemos todos juntos no fim

Que retornemos todos juntos no fim