Eu era apenas uma pobre garotinha
Vivendo num palácio cheio de vadia
E a inveja comia solta
E a madrasta me ensinou a vadiar
Comia o rei escondido só pra tapiar

Mas eu sei, eu sei...
Ela é caminhão!
Mas eu sei, eu sei...
E não me engana não,
Maria João!

Até a bruxa tentou me proteger
Porque a vadia queria me comer,
Me deu remédio pra adormecer
E eu achando que o prícipe ia chegar,
me iludi pensando que ia me soltar.

Porque eu sei, eu sei...
Ele é garanhão!
MAs eu sei, eu sei...
Vem num cavalo não,
Vem dirigindo um caminhão.
Por que não?


E não mude de assunto não viu?!